Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de 2013

Ninguém vos engane

Na sua 2ª carta aos Tessalonicenses, o apóstolo Paulo alerta a igreja para os perigos que terá de enfrentar nos dias que antecederão a 2ª vinda de Cristo. É importante verificarmos que muitos desses perigos são já uma realidade nos nossos dias (II Tes.2:3-12): 1. “Ninguém vos engane”! O meio dito Evangélico está mais do que nunca minado por impostores e falsificadores da Palavra de Deus, por enganadores que enriquecem e prosperam mediante o ludíbrio e a exploração das ovelhas do Senhor. 2. A apostasia! Cada vez é maior o número de igrejas que estão a desviar-se do Evangelho e a cair no engano da injustiça, tendo prazer na iniquidade, dando lugar à carne até mesmo nos períodos que afirmam de “louvor a Deus”. Alguns mascaram esta perversa tendência carnal citando exemplos do Velho Testamento fora do seu contexto e esquecendo a profunda revolução espiritual que Jesus Cristo veio operar no próprio culto a Deus; revolução que encontramos claramente revelada para nós nas páginas do Novo Testa…

Mudanças

Só Deus é imutável! Esta afirmação significa que tudo o mais existe numa contínua mudança: nós mudamos, a sociedade, a natureza, o universo, tudo muda.
Na sociedade há, essencialmente, três tipos de mudança: a)mudanças externas e periféricas, necessárias a fim de preservar o espírito existente na sociedade e dar-lhe uma nova dinâmica: b)mudanças negativas, quando suscitam a degradação, a licenciosidade, a miséria moral e material, enfim, quando deixam tudo ou quase tudo num estado pior do que o anterior; c)mudanças positivas, quando provocam um verdadeiro progresso no sentido da ordem, da disciplina, da dignidade, do temor e da obediência a Deus.
Atualmente fala-se muito no nosso meio Evangélico na necessidade da mudança. Não me refiro à conversão dos pecadores com a sua consequente mudança de vida e de pensar, ênfase que foi sempre característica do ensino Evangélico, refiro-me ao desejo que há em muitos de ver uma mudança nas igrejas. Obviamente que devido ao facto da mudança ser alg…

A inversão de valores

“Ai dos que ao mal chamam bem e ao bem mal; que fazem da escuridão luz e da luz escuridão; e fazem do amargo doce e do doce amargo” (Isaías 5:20).Assistimos nos nossos dias a uma verdadeira inversão de valores. Aquilo que Deus revela na Sua Palavra ser um bem para o homem é considerado um mal, um tabu, um preconceito ultrapassado que restringe a liberdade do ser humano, inibindo-o e não permitindo o pleno desenvolvimento de todas as suas capacidades e aptidões (entenda-se a total satisfação da concupiscência carnal).
As forças sociais que, segundo os padrões éticos ensinados na Bíblia, suscitam a degradação e a corrupção da sociedade são vistas pela maioria com bons olhos, chegando mesmo a ser apelidadas forças do progresso e da evolução.
Sabemos que a sociedade tem de mudar, pois embora nada haja que seja verdadeiramente novo, tudo é mutável debaixo do sol; mas essa mudança deverá realizar-se respeitando conceitos e leis imutáveis por serem a revelação e a legislação de um Deus Etern…