Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2011

Como vemos e sentimos

Geraldo tinha um grande prazer em ir à sua igreja a fim de cultuar a Deus com os seus irmãos na fé. Naquele dia, sobretudo, o culto estava a ser uma grande bênção para ele: sentia uma atmosfera espiritual à sua volta, os hinos eram cantados com vida e ele meditava na profunda mensagem que cada um deles transmitia ao seu coração e à sua mente. Na pregação parecia que Deus estava a falar diretamente para ele, orientando-o, exortando-o e alegrando-o na certeza do perdão e da salvação em Jesus Cristo. Foi imbuído de um sentimento de alegria e profunda paz espiritual que no final falou a alguns dos irmãos e se despediu deles até ao próximo culto.
Afonso foi ao culto unicamente por dever e no desejo de descobrir motivos para desculpar as suas inúmeras ausências: ao entrar e sentar-se na casa de oração o seu único cuidado era examinar o que cada um fazia antes de começar o culto. Assim, não lhe passou despercebido que duas irmãs, em vez de estarem em espírito de oração, estavam conversando so…

Vertigem ou segurança?

Vivemos uma época em que as mudanças sociais, económicas, culturais e religiosas são de tal modo vertiginosas que nos deixam estonteados e sem rumo definido. Um estudo elaborado por um grupo de sociólogos revelou esta estarrecedora realidade: “Do ano 1 até 1900 houve menos mudanças sociais, culturais e tecnológicas, do que de 1900 a 1990”. Ou seja, em 70 gerações houve menos mudanças do que nas 3 gerações do século XX. E, para se avaliar a forma vertiginosa como as mudanças estão a suceder atualmente, de 1980 a 2010 houve mais mudanças do que do ano 1 até 1980. Não admira que todas as estruturas estejam em vias de dissolução: na economia, na família, na vida social e laboral. Até o papel que cabe a cada sexo desempenhar na sociedade parece incerto, nalguns casos invertendo ou subvertendo a própria ordem natural. Como consequência temos: desilusão, esgotamentos psíquicos e nervosos, um grande desenraizamento cultural que causa sentimentos de depressão, de angústia, de vazio e incerteza qu…

A problemática atual

O principal erro do modernismo foi a afirmação da autonomia e soberania da razão humana: tudo aquilo que o homem não podia compreender ou explicar racionalmente devia ser rejeitado ou mesmo negado. Entretanto, veio o chamado pós-modernismo que nos leva para o extremo oposto e nos faz cair num espiritualismo exacerbado, que também não aceita uma Revelação objetiva e universal, vinda de Deus, preferindo fundamentar-se em experiências subjetivas e emocionais que transportam de novo o homem para uma espiritualidade pagã, muito semelhante à dos povos da Antiguidade… Veja-se, por exemplo, a grande influência que exercem atualmente na sociedade Ocidental os movimentos religiosos de cariz sincretista, eivados das várias espiritualidades orientais, ao estilo “Nova Era”. Daí a dificuldade em proclamar o Evangelho de Jesus Cristo com fidelidade e sem ambiguidades quanto à Verdade n’Ele revelada. Essa proclamação de uma verdade absoluta, revelada pelo único Deus vivo, Criador e Senhor do universo, …