Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2012

Ano Novo

O Deus que criou os céus e a terra permanece vivo e soberano sobre tudo e sobre todos. Que importa, então, o peso de toda a nossa ansiedade e medo quanto ao futuro? As perspetivas são más, o desânimo espreita a cada momento, mas que importância tem tudo isso se Deus vive e reina sobre os céus e sobre a terra! Há manchas na tua vida que não podes apagar? Não sabes que Jesus Cristo morreu pelos nossos pecados? Que o Seu sangue nos purifica totalmente? Crês tu nisto? É grande a inquietação no mundo à nossa volta, no início deste novo ano. Tantos problemas que parecem insolúveis e que nos transcendem infinitamente… Mas que são os povos, os seus planos, as suas conferências e organizações perante o nosso Deus? Nada acontecerá sem que Ele o haja determinado. Mas é isso mesmo que tu não compreendes: se Deus tem todo o poder por que não impede todas estas misérias e calamidades que assolam o nosso mundo? É óbvio que não possas compreender. Compreender Deus seria possuí-Lo, ser igual ou maior do qu…

O Natal

O Natal de Cristo significa uma mudança radical neste oceano de sofrimentos, de sangue e de lágrimas que é o nosso mundo. Deus pegou no livro dos nossos pecados, da Sua ira e da nossa morte, e fechou-o, a fim de abrir um novo livro. Este novo livro contém uma só palavra, a qual cobre e apaga todo o juízo e toda a ira, todo o pecado e morte. Essa palavra é MISERICÓRDIA!
Nós podemos apenas balbuciar, maravilhados e perplexos, aquilo que se passou nesse Natal. Agora, todo o mundo vive desse evento, só uma palavra também o define: o FILHO.
Foi o Filho que desceu do Seu trono de glória nos céus e se identificou connosco, na nossa miséria, a fim de levar sobre Si os nossos pecados e nos revestir da Sua justiça e santidade. Eis o significado profundo do NATAL!
E todo aquele que crê nesta boa nova que vem ecoando desde os céus, pode ter a certeza de que ela é uma realidade na sua vida, já no presente e por toda a eternidade. Aleluia!
Pastor Celestino Torres de Oliveira

Forma e conteúdo

Os teóricos da estética e alguns linguistas debatem com frequência a relação entre conteúdo e forma, entre a mensagem e o veículo que a transmite. Por exemplo, num cântico tem de haver uma relação entre a letra e a música que pretende comunica-la.
É nesta área que surge o grande conflito na maior parte dos cânticos modernos nas nossas igrejas. A forma musical está longe de ser apropriada para a letra ou mensagem que pretende transmitir, se ela for bíblica. Umas vezes agressiva no ritmo e na intensidade sonora, outras vezes demasiado banal, trivial e superficial, a música “evangélica” contemporânea não pode comunicar senão algo também superficial e banal. Por isso mesmo, a maior parte das letras é tão pobre de conteúdo doutrinário, se é que se pode falar em tal. Muitos “corinhos” contêm apenas uma ou duas frases, que são repetidas à exaustão, num estilo de lavagem ao cérebro que nada tem a ver com a genuína mensagem do Evangelho.
Quando se debate a forma como atualmente se pretende louva…